Fique por dentro

3 PONTOS PARA SEU E-COMMERCE ATINGIR O MÁXIMO DE POTENCIAL

Ter um e-commerce não é apenas “vender pela internet”. Envolve uma série de aspectos que devem ser analisados e implementados à medida que o negócio vai se desenvolvendo. E também é preciso estar atento ao que é essencial. Por isso separamos aqui 3 pontos que considero primordiais para quem busca resultados.

1. CRIE O HÁBITO DE ANALISAR TUDO

Pode parecer básico, mas nem sempre todos os dados disponíveis nas ferramentas – como o Google Analytics, que é gratuito – são analisados como se deve. Observar números como taxas de conversão, de rejeição, entre outros, é fundamental para entender o negócio e o que traz resultado efetivo para ele.

Além disso, ter uma gestão eficiente de CRM ou “Costumer Relationship Manager”, vai te permitir analisar melhor os dados de seus clientes e criar estratégias focadas em resultados na hora de investir em marketing digital. Já existem boas ferramentas para isso e uma programação correta para elas pode ser fundamental para facilitar essas análises.

2. COMO ESTÁ A VELOCIDADE DE CARREGAMENTO DA SUA LOJA VIRTUAL?

Aspectos técnicos como a velocidade de carregamento da sua loja virtual também podem estar prejudicando suas vendas. Um bom layout e sistema de vendas totalmente adaptado ao mobile também é fundamental hoje em dia, já que grande parte dos acessos é feita pelo celular.

Por isso, é importante garantir a usabilidade e boa performance da sua loja. Existem ferramentas que facilitam a análise de desempenho e podem te ajudar nesta avaliação, como o GTmetrix e o testmysite do Google.

3. O ATENDIMENTO HUMANIZADO É DECISIVO NA HORA DA COMPRA

Outro aspecto importante a ser analisado é a taxa de abandono de carrinho. Grande parte do seu esforço para aumentar as visitas na sua loja virtual pode ser desperdiçado se você não tiver um atendimento pronto para agir.

Muitas dúvidas sobre devoluções, trocas, estornos de pagamentos, tamanho, ainda pairam na cabeça do cliente na hora da compra. Uma resposta imediata pode fazer a diferença, isso é, um atendimento humanizado determina a aquisição do produto ou não. O bom e velho telefone ou o chat à vista, com uma pessoa preparada do outro lado, ainda são importantes, assim como respostas rápidas nas redes sociais.

As dúvidas por e-mail, por nem sempre terem respostas imediatas, devem conter repostas que já tragam a solução para o problema. Isso tudo vai ajudar a ganhar e fidelizar o cliente. Por isso, o que algumas marcas ainda veem como despesa, é na verdade um investimento. A boa notícia é que já existem empresas terceirizadas para isso, diminuindo o custo para o lojista.

RECEBA AS ÚLTIMAS NOVIDADES: